Começo, hoje, a leitura de ‘Consciência e Realidade Nacional’, de Álvaro Vieira Pinto, marco da filosofia brasileira

View this post on Instagram

Atenção! Começo, hoje, uma empreitada inédita e importante lá no meu canal do YouTube e no meu podcast do Spotify para a formação teórico-prática do nosso grupo político: A leitura desta obra que é um marco da filosofia brasileira, CONSCIÊNCIA E REALIDADE NACIONAL de Álvaro Vieira Pinto (de longe, o maior filósofo brasileiro, cassado e exilado pela ditadura militar, sendo este meu trabalho um esforço de resgatá-lo), que, com base no materialismo histórico e dialético, conceitua as duas principais consciências antagônicas nacionais e suas forças de avanço e regressão, a nossa realidade brasileira de subdesenvolvimento e desenvolvimento, reivindicando transformações profundas e revolução social, econômica e política. A obra é dividida em 2 volumes: "A Consciência Ingênua" (1960) e "A Consciência Crítica" (1961). O pontapé é a minha leitura da introdução da Introdução do 1° Volume. Boa leitura e escuta: https://youtu.be/HwTjzAY_dq4 https://open.spotify.com/episode/1wlXZ7vOyPQdCnDB6tR7Z3?si=vvSfga54QtqEoUchk2JOUg . #ÁlvaroVieiraPinto #AlvaroVieiraPinto #filosofiabrasileira #Filosofia #política #ConciênciaeRealidadeNacional #consciênciaingênua #consciênciacrítica #consciência #consciênciadeclasse #Brasil #revoluçãobrasileira #HistóriaBrasileira #esquerda #conservadorismo #direita #ISEB #desenvolvimento #subdesenvolvimento #conscienciaerealidadenacional #dialética #materialismo #materialismohistórico #materialismohistoricoedialetico #Economia #sociedade #História #comunista #marxismo #marxismobrasileiro

A post shared by Fernando Graça (@f.e.r.n.a.n.d.o.g.r.a.c.a) on

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *