Marxista que é marxista defende a abolição do trabalho assalariado…

View this post on Instagram

Marxista que é marxista defende a abolição do trabalho assalariado, ao contrário dos pelegos de partidos defensores de migalhas para os trabalhadores no capitalismo e ao contrário dos defensores de burocracias contrarrevolucionárias e do capitalismo de Estado. Os partidos comunistas estão cheios desses dois grupos, que precisarão ser confrontados pelos revolucionários reais. Em seu importante informe "Salário, Preço e Lucro", cuja Economia Política servirá depois para O CAPITAL, Marx, em meio a greves por aumento de salários, defende a substituição do lema (segundo ele próprio, conservador) UM SALÁRIO JUSTO POR UMA JORNADA DE TRABALHO JUSTA pela bandeira revolucionária ABOLIÇÃO DO SISTEMA DE TRABALHO ASSALARIADO. É na divisão dos que, de um lado, possuem matérias-primas, terras, fábricas, meios de produção, e outros, mais numerosos, despossuídos, que vendem sua força de trabalho para poder viver, que mora o capitalismo. Décadas mais tarde, Engels rebateu as deturpações do socialismo após a morte de Marx; em seu 'Anti-Dühring', obra mestra que formou a primeira geração de marxistas, elenca cronologicamente, em página decisiva, o trabalho assalariado como forma moderna de exploração, depois da escravidão e da vassalagem. Encarar o trabalho assalariado como exploração é decisivo para o socialismo, para a luta anticapitalista e revolucionária. O trabalho fundante precisa eliminar o capital. Os meios de produção devem ser socializados. No século seguinte, Lukács, ao desenvolver a ontologia do ser social, abre portas filosóficas ainda maiores para a superação do assalariamento para uma elevação do ser social… Que partido no Brasil, se dizendo comunista, revolucionário, reivindica isso, levanta tal bandeira? E levando em consideração os milhares de brasileiros que hoje em dia estão na informalidade! Será preciso criar, com militância crítica e intelectuais orgânicos. #trabalho #lucro #valor #teoriadovalor #economia #trabalhoassalariado #capitalismo #acumulação #capitalista #trabalhador #pelego #pelegos #partidocomunista #Marx #marxismo #ontologia #salário #KarlMarx #Engels #comunista #socialismo #revolução #revolucionário #FriedrichEngels #AntiDühring #Lukács #livros

A post shared by Fernando Graça (@f.e.r.n.a.n.d.o.g.r.a.c.a) on

Para ler o informe inteiro:

MARX, Karl. Salário, Preço e Lucro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *