TEXTOS, de Marx/Engels, pela Edições Sociais

View this post on Instagram

Vivam os Correios! Trata-se de uma importante edição no Brasil, de 1977, ou seja, já rumo à abertura política durante a ditadura militar, que, não sem paranoia, perseguiu, exilou, cassou, torturou, prendeu e matou comunistas, marxistas e outros, impedindo transformações e revoltas profundas neste país no momento mesmo em que profissionalizava a corrupção, a bruta concentração de riquezas e o entreguismo ao capital hegemônico estrangeiro, fincava o povo no subdesenvolvimento e alienação, tamanha a potência de transformação e contraviolência dos nossos camaradas passados e ainda a nossa, e censurou muito todo o conhecimento. Esta edição é recomendada pelo mestre Florestan Fernandes no final de seu célebre ensaio "O Que é Revolução?" (1981) como um fincapé nas obras de Marx e Engels. Foi através deste ensaio obrigatório que cheguei a estes livros. Adquiri o volume I e III, e não o II, porque já possuo a bibliografia dos textos do segundo volume, enquanto estes dois possuem, respectivamente, dois textos elementares para uma iniciação ao marxismo (que pretendo fornecer como formação teórico-prática a membros do meu grupo político), e difíceis de serem encontrados separadamente: o ensaio clássico de Engels, "Do socialismo utópico ao socialismo científico" (no volume 1) e "Mensagem do Comitê Central à Liga dos Comunistas" (no volume 3), de Marx/Engels. #marxismo #livros #Marx #Engels #KarlMarx #FriedrichEngels #marxista #comunista #FlorestanFernandes #socialismo #socialismoutópico #socialismocientífico #socialista #comunismo #LigadosComunistas #comunistas #dosocialismoutópicoaosocialiamocientífico #mensagemdocomitêcentralaligadoscomunistas #ditaduramilitar #revolução #revolucionário #capitalismo #sociedade #classes #história #economia #filosofia #Proudhon #Feuerbach #trabalho

A post shared by Fernando Graça (@f.e.r.n.a.n.d.o.g.r.a.c.a) on

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *